8 Dicas para quem procura o primeiro emprego sem “experiência"

Foto: Pexels


Como encarar a contradição do mercado que exige experiência para a primeira oportunidade de trabalho


O início de qualquer caminhada é dificultoso, e, se pararmos para pensar bem, há um padrão de desenvolvimento nas nossas dificuldades. 

Quando somos crianças, primeiro, temos que nos equilibrar para ficarmos de pé; depois, para andarmos, nos apoiamos nas coisas até que as pernas adquiram resistência para suportar o corpo; na fase posterior, começamos a andar propriamente, mas intercalando quedas e tombos dos quais temos de levantar, e nesse ato de nos reerguermos, acabamos praticando todos os pontos anteriores que havíamos superado, ou seja: temos sempre um processo de recomeço. 

Se fizermos uma analogia, isso é válido para tudo que pretendemos começar na vida, e enfrentar a busca pelo primeiro emprego é o início de uma nova caminhada.

Acontece que, no atual mercado de trabalho, um dilema contraditório assusta todos os candidatos de primeiro emprego: para disputar uma vaga exige-se experiência, mas como fazer essa exigência a um candidato de primeiro emprego? 

Parece injusto, não é mesmo? Mas  não podemos mudar essa realidade por nossa própria força. Temos de encará-la como ela é, pois o mundo ao nosso redor sempre nos impõe dificuldades para que possamos superá-las. 

E como fazemos isso? Temos em nós toda a capacidade para vencer os desafios que a vida nos impõe, e este é mais um deles. 

Mesmo você, que acha que não tem essa capacidade, pode, sim, se superar - você apenas ainda não sabia disso. 

Siga nossas dicas de preparação para enfrentar os desafios da busca de seu primeiro emprego, lembrando-se sempre que essa empreitada é, como falamos antes, igual ao começo de qualquer caminhada: encare as respostas negativas como os tombos e as quedas, das quais você levanta mais experiente e hábil para superar as próximas etapas. 


1 - Autorreflexão 

Foto: Pexels


Você já parou para pensar sobre a sua própria vida? Na sociedade de hoje, as pessoas já nascem  condicionadas pela cultura contemporânea: ensinadas a fugir de qualquer confronto consigo mesmas. Sabia que nem sempre foi assim? O pai da Filosofia, Sócrates, revolucionou o pensamento da Humanidade quando aplicou a reflexão não mais às coisas externas do mundo, mas ao próprio interior do ser humano, e essa forma de pensar guiou e desenvolveu a cultura do Ocidente até o Renascimento, quando essa noção foi sendo deixada de lado. Hoje o autoconhecimento que foi negligenciado é solicitado, até exigido, porque uma pessoa que se conhece bem, vai saber agir melhor em qualquer ambiente em que esteja. As empresas querem pessoas responsáveis, conscientes de si e dos outros, e a única forma de conseguir isso genuinamente é refletindo sobre si mesmo: sobre sua própria vida.


2 - Conheça seus defeitos e suas virtudes

Foto: Pexels


Seguindo o processo da autorreflexão, você precisa ser sincero consigo mesmo e identificar seus defeitos (pontos a melhorar) e suas habilidades (pontos fortes). Examinando bem esses dois aspectos - que todos nós temos - você conseguirá entender melhor a si mesmo, e saberá responder as perguntas pessoais sem demonstrar nervosismo, pois não será nada decorado, mas aprendido pela sua reflexão.



3 - Reeducação

Foto: Pexels


É fato que nosso sistema básico educacional não nos prepara para os desafios de buscar uma carreira ou mesmo nos abre possibilidades de aprender um ofício. Sendo assim, precisamos entender que é necessário uma reeducação da nossa parte. Comece a adquirir o hábito de se informar e estudar aquilo que te interessa. Não importa a área de trabalho que você escolha; sempre haverá o que aprender sobre ela. Desde um grande executivo de uma multinacional a um modesto auxiliar de serviços gerais há sempre uma lógica funcional a se aprender, e quanto mais se souber sobre o objeto pretendido, mais vantagem você terá.


4 - Humildade


Foto: Pexels

Priorize a aquisição de experiência. É comum nos dias de  hoje as empresas disponibilizarem programas de estágio não remunerado, visando o fornecimento de experiência aos iniciantes no mercado de trabalho. Embora não seja, de fato, um processo justo, temos que encarar essa dificuldade em virtude de nossa capacitação, pois a experiência adquirida, nesses casos,  tem caráter oficial, e entra para o registro profissional. 


5 - Crie vínculos positivos

Foto: Pexels


As relações com as pessoas que passam pela sua vida são essenciais para a ramificação de potenciais contatos profissionais. Mesmo um colega ou um conhecido podem fazer a diferença na sua situação, pois se eles souberem de suas competências, seu esforço e suas virtudes, terão como referência para indicação de alguma oportunidade que possa aparecer. E, acredite, isso acontece muito.


6 - Tenha uma vontade ativa

Foto: Pexels


Procure, depois de conhecer suas competências, as áreas que sejam mais sintonizadas com suas habilidades. Faça um esforço de vontade para buscar, nas áreas escolhidas, as possibilidades mais promissoras e se dedique a conhecê-las. Pesquise sobre a empresa, o ambiente de trabalho, sobre o mercado que gira em torno dela e estruture um conhecimento "teórico" que capacite você a encarar as responsabilidades que pretende assumir na vaga escolhida. Esse conhecimento dará a você uma confiança muito maior no caso de uma entrevista na empresa, por exemplo.


7 - Exercite sua paciência com bom ânimo

Foto: Pexels


Relembrando o que falamos no início deste artigo, todo início é composto de um processo dinâmico: enfrentamos uma resistência quando queremos fazer alguma coisa. Para cada ação nossa há uma reação do mundo ao qual estamos nos aplicando. É comum que nas primeiras tentativas soframos resultados negativos. Ao levarmos um NÃO, o ideal é absorver como um ponto já de experiência positiva, pois um dos “nãos” possíveis já ficou para trás, e a possibilidade do SIM se aproxima. A paciência é a virtude que você deve trabalhar, mas ela só será eficaz se você se mantiver de bom ânimo. Lembre que todo esforço te deixa mais preparado, e a aquisição da vivência na procura do primeiro emprego já te deixa mais experiente a cada etapa superada.


8 - Retorne ao início para se reorganizar

Foto: Pexels

Se você está muito ansioso e agitado interiormente, acalme-se! Observe cada uma dessas dicas seguindo a ordem que empregamos acima. Faça tudo com mais calma, assimilando cada conquista e cada superação que você conseguir.

 

Estas 8 dicas são como princípios que devem nortear sua caminhada no objetivo do primeiro emprego sem "experiência". Elas devem ser observadas como pontos de partida que se unirão formando um alicerce onde você construirá sua futura carreira que, com nossos mais sinceros votos, desejamos seja de imenso sucesso. 





Postagem Anterior Próxima Postagem